Home

O Tribunal de Contas do Estado, em nome de todos os seus membros, servidores e colaboradores, manifesta o mais profundo pesar pelo falecimento, nesta quinta-feira (7/4), do ex-senador e ex-vice-governador do Rio Grande do Norte, Garibaldi Alves, pai do conselheiro Paulo Roberto Alves, presidente do TCE.

Garibaldi tinha 98 anos e faleceu por causas naturais, em decorrência da idade. Integrante da tradicional família Alves, também era pai do ex-governador Garibaldi Alves Filho, e irmão de Aluízio Alves (in memorian), que governou o Estado na década de 60 e iniciou o grupo político que marca a história do Rio Grande do Norte. Era o último dos homens, entre os irmãos de Aluízio, ainda vivo.

Pecuarista, entrou na política em 1957, quando se elegeu deputado estadual, renovando o mandato por mais duas vezes consecutivas. Em 1969, teve o seu mandato e direitos políticos cassados pela ditadura militar por dez anos. Foi eleito em 1986 o vice-governador do Rio Grande do Norte para o período 1987-1991, na gestão Geraldo Melo. Também foi presidente da Telern e da Junta Comercial, e diretor da União das Empresas Brasileiras e da Seridó Têxtil.

Na condição de primeiro suplente, assumiu o cargo de senador em 2011, quando a titular Rosalba Ciarlini renunciou para tornar-se governadora do Estado. Licenciou-se para tratar problemas de saúde.

Desde 2019, Garibaldi era viúvo de Vanice Chaves Alves. Além do conselheiro Paulo Roberto e Garibaldi Filho, ele deixa duas filhas, Maria Auxiliadora Alves dos Santos e Maria das Graças Alves Emerenciano, além de 10 netos e 15 bisnetos.

O TCE presta solidariedade a todos os familiares e amigos neste momento de dor e tristeza.

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner

Anúncio Publicitário

header ads