Home

Na informalidade ...
Embora o comando do Partido dos Trabalhadores no RN tenha sido taxativo na posição de união em torno de Carlos Eduardo (PDT), a hipótese do grupo contar com dois candidatos ao senado, o ex-prefeito e Rafael Motta (PSB), não está totalmente descartada.

… aliança diferenciada
O secretário Raimundo Alves, meio porta-voz da governadora Fátima, declarou ontem em entrevista ao site “Foro de Moscow”, de Mossoró, com relação a pretensão do deputado Rafael Motta (PSB) de concorrer ao senado, “é possível se fazer uma aliança diferenciada.” O PSB mantém a aliança para o governo com a governadora e sai separado para o senado. “legalmente isso é possível”, disse ele.

Pauta: aliança
Raimundo também esclareceu que dentro do PT a pauta é a aliança com o PDT, de Carlos Eduardo. “A candidatura de Rafael não foi oficializada para dentro do projeto dos partidos que hoje apoiam a reeleição da governadora”. O que existe é um pedido do PSB, aos institutos de pesquisas, para que incluam o nome do deputado federal Rafael Motta nas consultas públicas.

PT fechado com 1 nome
Sobre a liberação dos correligionários para que votem em um dos dois candidatos, o secretário da Casa Civil disse não acreditar que isso ocorra. “O PT nunca fez isso, de liberar para tomar outras posições, sempre foi chapa completa. O partido só terá uma posição”, falou Alves.
A propósito. O PT estadual se reunirá no sábado (21) para sacramentar a parceria com o PDT de Carlos Eduardo.
Coluna Rosalie Arruda

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner