Home


A Guarda Municipal de Parnamirim teve muito trabalho nesta terça-feira (17) em duas unidades de saúde da cidade.

Segundo noticiou o G1RN, na UBS de Rosa dos Ventos, ainda pela manhã, "duas mulheres já chegaram à unidade exaltadas, querendo atendimento de imediato" e, dessa forma, "agrediram fisicamente a médica da unidade", informou a prefeitura ao portal. Após a intervenção da Guarda Municipal, as mulheres foram encaminhadas à delegacia e autuadas por lesão corporal, segundo a prefeitura.

Mais tarde, na UPA de Nova Esperança, "o tumulto começou quando pediram que uma acompanhante de um paciente, que já havia sido atendido e medicado, cedesse o lugar para outro paciente". O paciente, marido da acompanhante envolvida, também teria se irritado com a situação e ameaçou funcionários da unidades, de acordo com o diretor da UPA, Henrique Costa.
Com informações do G1RN.

Outros casos
Os registros de agressões a profissionais de saúde tem aumentado nos últimos meses. Em abril, uma médica que estava atendendo na na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal, foi agredida pela mãe de um paciente. 

O caso foi registrado na Polícia Civil.

Em um hospital particular de Natal, recentemente, um dos diretores entrou em confronto com um paciente que se irritou com a demora no atendimento, devido ao aumento na demanda de casos que lotam os prontos-socorros.

Poste um comentário

comente aqui..