Home


A ONG internacional Human Rights Watch está cobrando das autoridades brasileiras o uso de “todos os recursos disponíveis e necessários” para localizar o jornalista britânico Dom Phillips, colaborador do jornal The Guardian, desaparecido na Amazônia desde domingo (5) junto com o indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira.

Phillips e Pereira, um ex-funcionário da Funai, foram vistos pela última vez na região do Vale do Javari, no Amazonas. O desaparecimento foi comunicado pela União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) na segunda-feira (6).

“A Human Rights Watch está muito preocupada com a notícia do desaparecimento de Dom Phillips e Bruno Pereira”, publicou no Twitter a diretora da ONG no Brasil, Maria Laura Canineau. “É urgente que as autoridades dediquem todos os recursos necessários para a realização imediata das buscas a fim de garantir sua segurança.”


Jornalista britânico desaparecido na Amazônia mora no Brasil

Em nota, a Univaja disse que Dom Phillips e Bruno Pereira desapareceram no trajeto entre a comunidade ribeirinha São Rafael e a cidade de Atalia no Norte, no Amazonas, no domingo de manhã.

Segundo o Guardian, o jornalista britânico, que mora há mais de 15 anos no Brasil e vive atualmente em Salvador, trabalha em um livro sobre o meio ambiente com apoio da Fundação Alicia Patterson.

Pereira acompanhou Phillips em uma incursão na Amazônia para que o jornalista fizesse entrevistas com indígenas. Após dois dias em campo, eles deveriam retornar à cidade no domingo de manhã, mas não foram mais vistos.

A Univaja disse que enviou duas equipes de resgate no mesmo dia, porém “nenhum vestígio” deles foi encontrado pela região.

fonte:https://mediatalks.uol.com.br/

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner