Home

A última imagem pública de Maradona (EFE)
Oito profissionais de saúde serão julgados por suposta negligência criminosa na morte da lenda do futebol argentino Diego Maradona, de acordo com uma decisão judicial divulgada nesta quarta-feira (22).

A Justiça de San Isidro levou a julgamento oral o caso da morte de Diego Armando Maradona, ocorrida em 25 de novembro de 2020, em uma casa de campo na região do Tigre, quando se recuperava de uma operação de hematoma subdural na cabeça.

E os oito profissionais de saúde envolvidos foram indiciados por "homicídio simples com dolo eventual".

São eles: o neurocirurgião Leopoldo Luciano Luque (40), e a psiquiatra Agustina Cosachov (36). O psicólogo Carlos Ángel "Charly" Díaz (30) também foi acusado; a médica coordenadora da Swiss Medical, Nancy Edith Forlini (53); o coordenador de enfermagem Mariano Ariel Perroni (41), os enfermeiros Ricardo Omar Almirón (38) e Dahiana Gisela Madrid (37); e o clínico Pedro Pablo Di Spagna (49).

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner

Anúncio Publicitário

header ads