Home


O mais novo equipamento público da rede pública municipal de saúde de Natal entrou em funcionamento. O Hospital Maternidade Araken Irerê Pinto registrou os primeiros nascimentos nesta segunda-feira (18). A pequena Ana Júlia veio ao mundo às 12h35, de parto natural, para a alegria e emoção dos pais Alcione e Lindberg Lopes. A criança estreou os serviços de parto do moderno e estruturado prédio entregue na sexta-feira passada (15) pelo prefeito Álvaro Dias, marcando a ampliação da assistência materno-infantil na cidade. O local está em plena atividade e conta com 63 leitos, UTI com nove leitos, três salas de cirurgia e referência na assistência humanizada ao parto.

“Saudamos com muita alegria o nascimento de Ana Júlia. Esse é um momento especial para a nossa gestão. Ela e seus pais tiveram à disposição um serviço de excelência do momento em que deram entrada no Hospital Maternidade até a receberem nos braços. Quando transferimos os serviços para este prédio, o objetivo era melhorar o atendimento, prestar uma assistência diferenciada e de alto nível tanto para as mães quanto para os bebês. Temos uma equipe de profissionais atuando de forma multidisciplinar e muito competente”, destaca o prefeito Álvaro Dias.

Se Ana Júlia foi a primeira criança a nascer, a bebê Emma, que veio à luz ainda nas antigas instalações da maternidade, foi transferida para o novo prédio. A mãe Luciana e o pai Ricardo Câmara não esconderam a satisfação com o atendimento recebido. “Fomos muito bem acolhidos e recebidos. Não nos faltou nada e todos fizeram questão de tornar este momento especial”, disse o pai. Já a mamãe, não queria desgrudar da filha e estava se adaptando à nova realidade. "Aqui Emma só mama e dorme. Estou muito feliz”, contou a mãe. No quarto ao lado, Regina Barbosa de Souza, mãe de Dafne Vitória, necessitou ficar mais tempo hospitalizada por conta de uma cesárea de emergência. Ela contou que não vê a hora de receber alta. “Felizmente, já estou melhor”, contou.

A movimentação no primeiro dia de funcionamento estava concentrada na área ambulatorial, localizada no andar térreo. Lá, foram instalados oito leitos de pronto atendimento obstétrico e dois consultórios, uma sala de pré-parto e parto, um leito de estabilização e salas para ultra sonografia e cardiotocografia. Rafaela Aline Silva foi assistida no local ao sentir um desconforto e dores abdominais. Grávida de sete meses, está ansiosa pela chegada de Ana Cecília. “Felizmente está tudo bem com meu bebê e posso ir para casa tranquila”, pontuou, aliviada.

O Hospital Maternidade Araken Irerê Pinto conta com 25 leitos de enfermaria pós-parto para tratamento clínico da gestante e quatro leitos de clínica cirúrgica no primeiro andar, além de 16 leitos de enfermaria pré e pós-parto, cinco suítes pré-parto (humanizado), cinco salas pré e pós-parto, quatro leitos de recuperação pós anestésica e três salas de cirurgia no segundo andar. No quadro de funcionários, são 600 profissionais envolvidos diariamente na unidade. Os bebês recebem alta após 48 horas do parto e saem com a vacina exclusiva com os imunobiológicos da primeira infância, como a BCG (tuberculose) e Hepatite B.

Com a reorganização dos serviços, o atendimento ficará concentrado nas novas instalações do HMAIP, na Rua Joaquim Manoel, em Petrópolis. “Tivemos um dia movimentado, mas já estamos em pleno funcionamento”, informou a diretora Administrativa Aloma Fonseca. Para quem for ao antigo endereço, ela disse que uma equipe está no local para passar as devidas informações. Segundo a gestora, os serviços ofertados pelo Hospital Maternidade terão demanda aberta para todas as gestantes em trabalho de parto ou com alguma emergência. “Apesar do pré-natal ser feito nas Unidades Básicas de Saúde, aqui temos médicos para o atendimento ambulatorial na hora em que a gestante sentir algum risco”.

O secretário municipal de saúde, George Antunes, destaca ainda o reforço que a Prefeitura de Natal está realizando no atendimento pediátrico na rede pública municipal de Saúde. O Hospital Municipal Dr. Nivaldo Sereno Júnior, localizado na Rua Jaguarari, funciona com 35 leitos, sendo cinco deles exclusivos em saúde mental infanto-juvenil. Já para atendimento urgência e emergência, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) conta com seis locais para atendimento de urgência e emergência infantil nas quatro Unidades de Prontoatendimento (Pajuçara, Cidade da Esperança, Potengi e Satélite); Hospital dos Pescadores e a Unidade Mista de Mãe Luiza. Todos os locais dispõem de atendimento pediátrico 24 horas por dia. 

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner