Home

A a escritora e professora francesa Annie Ernaux, 82 anos, foi vencedora do prêmio Nobel de literatura 2022, escrevendo sobre o subúrbio londrino de North Finchley.

Seu livro de 2016, “História de uma garota”, é típico da abordagem da escritora francesa.
À medida que a autora relata experiências formativas do final da adolescência na Normandia e como au pair em Londres, ela mistura memórias profundamente pessoais com visão social e histórica. 

Décadas depois, ela volta à cidade para um evento literário; enquanto seus colegas delegados consomem cultura, ela pega o metrô e mergulha “de volta à minha vida passada”. Como ela escreve, “a única coisa que importa para mim é aproveitar a vida e o tempo, entender e ter prazer”. 

Ernaux vem aproveitando a vida e o tempo, e extraindo prazer literário até mesmo das memórias mais angustiantes, por quase meio século. No dia 6 de outubro, a Academia Sueca escolheu-a como Prémio Nobel de 2022 “pela coragem e acuidade clínica com que desvenda as raízes, os estranhamentos e os constrangimentos coletivos da memória pessoal”.

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner