Home

Os degraus da escadaria da Igreja Sagrada Família, no bairro das Rocas, já estampam as imagens coloridas do cotidiano e da religiosidade do bairro, através da arte dos mosaicos. Trata-se de mais um projeto de arte urbana executado pela Prefeitura de Natal em sua política pública de revitalização de espaços públicos, que teve o pontapé com a Escadaria de Mãe Luíza, inaugurada no início de 2022.

As simbologias locais, as flores e as figuras dos Santos Reis e da Sagrada Família foram identificados e retrabalhados com estética Naif, a partir de técnicas individuais dos mosaicistas selecionados em chamada pública pela Secretaria de Cultura (Secult/Funcarte). A assinatura é conjunta dos seis artistas, João Batista de Lima, Rosângela Rocha, Wendell Batista, Mariana Faria, Cidia Lima e Gildeci Pereira, que criaram peças adaptadas para a escadaria, o revestimento das paredes laterais e das jardineiras.

Para o prefeito Álvaro Dias, a criação de galerias ao ar livre é parte da filosofia de dotar as cidades agradáveis para as pessoas que vivem e passar por elas. “Iniciamos com os mosaicos de Mãe Luíza, que já é considerada a maior escadaria artística do país. Agora temos as Rocas e o próximo projeto será na Cidade da Esperança. Vamos tornar os espaços bonitos e duráveis, embelezando e transformando os locais em pontos de interesse comunitário e turístico”, antecipa o prefeito.

Segundo o titular da Secult, Dácio Galvão, Natal encampou as escadarias e partiu de um exemplo da Selarón, na Lapa, Rio de Janeiro. “São obras artesanais que possuem requintes na finalização e muita durabilidade. É uma exposição aberta de caráter permanente, a exemplo de grandes cidades como o próprio Rio, e também Barcelona e Nova York”, comenta o secretário.

O mosaicista João Batista conta que algumas adaptações foram feitas para melhorar a visibilidade da arte musiva. “Como o declive da escadaria é muito suave e os espelhos dos degraus são muito estreitos, decidimos representar uma imagem única, com dimensões mais acentuadas, que pudesse ser vista de qualquer ângulo”, comentou. Quem observa de longe vê a imagem da Sagrada Família e da padroeira do bairro. Também incluímos estrelas, os três Reis magos, flores, aves locais”, relata.

Para a construção da iconografia, acompanharam o processo a equipe do Departamento de Artes Integradas da Funcarte e o Pároco Padre Francisco Lima. A colocação das peças teve a integração de outras secretarias municipais. A obra recebeu recursos de emenda parlamentar destinada pelo vereador Herberth Sena.


Escadarias
A primeira grande experiência de mosaico coletivo na capital potiguar foi a criação da Escadaria de Mãe Luiza/Areia Preta, que conta ainda com painéis em grafite. São mais de 130 degraus, além de arcos remetendo às belezas locais. A escadaria já se consolidou como lugar de práticas esportivas, sendo também uma opção de ponto turístico para visitar e fotografar.

O próximo mosaico vai embelezar os degraus da Arena Esperança, no bairro Cidade da Esperança, zona Oeste da capital. O processo que envolve a criação, montagem e aplicação de um painel mural em mosaico de 94 metros quadrados, já está em fase de preparação técnica.

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner