Home

GOVERNO DO RN
Nova unidade será construída pelo Governo do Estado com verba do Novo PAC

Planejado para ser a principal unidade da rede pública do Rio Grande do Norte, o novo Hospital Metropolitano representa um investimento de R$ 260 milhões apenas na construção física. 

O projeto do hospital foi apresentado, junto com o terreno em Parnamirim que o Governo do Estado escolheu para a instalação, neste sábado (6). 

Na ocasião, o ministro-chefe das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, assegurou à governadora Fátima Bezerra os recursos para o novo hospital, que está incluso entre as prioridades do Novo Plano de Aceleração do Crescimento (PAC).

"Esse é um momento muito sonhado pelo povo de Natal, Parnamirim e de todo o RN. O novo hospital não é uma necessidade de hoje. Ele vem com um imperativo, que dar bem-estar e dignidade a quem precisa do SUS. Essa é a mais importante obra de caráter humanitário no nosso estado", disse a governadora.

O novo Hospital Metropolitano terá mais de 350 leitos, entre UTIs, enfermarias e observações, com foco na ortopedia e neurologia, ampliando a capacidade de atendimento que hoje é centrada no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, aberto no início dos anos 1970. Em comparação, o novo hospital terá mais 100 leitos do que a atual capacidade instalada no Walfredo Gurgel, além de ainda ter possibilidade de expansão.

"Quando estive no Ministério da Saúde, em 2011, lançamos o programa SOS Emergências e o Walfredo Gurgel foi um dos primeiros a participar. O hospital tem quase minha a idade, só seis meses mais velho, não tem mais como dar conta. Por isso temos que saudar a visão e a sensibilidade da governadora pela luta para incluir o hospital no PAC, porque investir em saúde também é desenvolvimento. Os 260 milhões estão garantidos e vamos também dispor de recursos para equipar e custear", comentou o ministro Alexandre Padilha.

Os projetos do Hospital Metropolitano já estão sendo avaliados pelos órgãos que são responsáveis pelos licenciamentos. O próximo passo será lançar o edital da obra e iniciar os serviços, planejados para serem finalizados em novembro de 2026. "Hoje é um momento que marca o início da realização do sonho que é a construção desse hospital. Em breve teremos outra realidade de infraestrutura, serviços ofertados e atendimento à população para casos de alta complexidade", completou a secretária de Estado da Saúde Pública (Sesap), Lyane Ramalho.

A capacidade planejada pela Sesap é de que o hospital receba a demanda de traumas ortopédicos e acidente vascular cerebral, contando com dois tomógrafos, ressonância magnética e hemodinâmica além de um extenso centro cirúrgico com 16 salas, encerrando a dependência da saúde do estado com diversos hospitais privados e o Universitário Onofre Lopes.

Luciano Femurn: "O novo hospital é um dos maiores passos que o RN está dando em termos de saúde pública, porque vai encerrar uma espera de muitos anos", destacou o prefeito de Lagoa Nova e presidente da Federação dos Municípios do RN, Luciano Santos. "É uma grande emoção pisar hoje no lugar onde vidas vão ser salvas. O novo hospital vai estar em uma região que, tenho certeza, vai se desenvolver muito e ser referência no Nordeste", concluiu a deputada federal Natália Bonavides, em nome dos parlamentares presentes.

O evento contou com a presença do vice-governador Walter Alves, o deputado federal Fernando Mineiro, a deputada estadual Divanide Basílio, a vereadora de Natal Brisa Bracchi, o superintendente do Ministério da Saúde no RN Jalmir Simões, diversos secretários e gestores estaduais, além de técnicos da Sesap e integrantes do SUS. 

Poste um comentário

comente aqui..