Home

GOVERNO DO RN


 Universidades, institutos federais e centros de educação tecnológica, de todas as regiões do Brasil, entraram em greve nesta segunda-feira (15). Dentre as 67 instituições vinculadas ao Andes-RN (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior), ao menos 60% se mobilizaram para aderir à paralisação de algum modo.

As instituições estão em greve por causa da reivindicação de reajuste salarial dos professores e servidores. O grupo dos servidores está paralisado por tempo indeterminado e solicita um reajuste de 34% dividido em três parcelas a partir desse ano.

Enquanto os docentes pedem um reajuste de 22% também dividido igualmente, em três parcelas, a partir desse ano.

Além disso, há uma cobrança para que sejam revogadas “todas as normas que prejudicam a educação federal aprovadas nos governos Temer e Bolsonaro”.

Negociações

Em nota, o MEC (Ministério da Educação) alegou ter tomado medidas para valorização dos servidores, buscando alternativas a partir do que é apresentado nas seguintes instâncias:

Mesa Nacional de negociação
Mesas Específicas de técnicos e docentes
Mesa Setorial das condições trabalhistas

Fonte:A cidade On

Poste um comentário

comente aqui..