Home

GOVERNO DO RN
credito; Carta Capital
Em tramitação na Câmara Municipal de Natal projeto de lei que define as formas de ocupações do solo das praias de Natal, a chamada  Áreas Especiais de Interesse Turístico e Paisagístico -AEITPs. Nelas estão incluidas as Praias de Ponta Negra, Via Costeira, Ponta do Morcego e Redinha. 

A proposta prevê a possibilidade de construção de prédios de 22 andares na Ponta do Morcego e de 10 andares em toda a Redinha Velha.

O projeto de lei teve parecer favorável pela maioria dos membros da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final no último dia 14 de maio e segue sua tramitação.

O que se discute também é a ausencia dr parecer do  Conselho Municipal de Planejamento (CONPLAM) e outros órgaos ambientais.  

Hoje o tema volta a debate em Audiência Pública,  às 14h30, na Camara Municipal de Natal.

Paralelo a isso, foi aberto abaixo-assinado Salve Natal contra a verticalização das praias do municipio. 

A proposta encaminhada pelo prefeito é defendido pelos empresarios da Fiern, Fecomercio e a empresas de construção civil que há muito veem nas regioes citadas uma bela fonte de negocios. 

A oposição a proposta alega que a pauta climática do município, bem como seus efeitos, não são pensados em conjunto com setores de planejamento urbano, ao contrário.  Para o  Vereador Daniel Valença (PT),  "o  objetivo desta lei é simples, verticalizar a orla de Natal. Transformar Natal no bairro de Boa Viagem, em Recife. As construções aumentarão a impermeabilização do solo e, por consequência, também a intensificação dos alagamentos, ignorando a intensificação da erosão costeira pelo avanço do mar. Compromete também a ventilação natural da cidade com a elevação de todo o gabarito costeiro piorando nosso clima. Toda a cidade sofrerá consequência da redução da brisa marítima, num momento histórico em que é unânime a percepção de calor em Natal” finaliza.

As dúvidas e soluções poderão ser tiradas logo mais na audiência pública.
Leia também: 

Poste um comentário

comente aqui..