quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Toffoli vota contra prisão antes do transitado e fecha placar do STF

foto: internet
Resultado de imagem para tofoli
Coube ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, dar o Voto de Minerva e declarar que réus condenados só poderão ser presos após o trânsito em julgado da ação.
Toffoli, contudo, admitiu a prisão após sentença proferida pelo Tribunal do Júri, que, de acordo com a Constituição, é soberano em suas decisões.
Durante seu voto, o ministro relatou dramas de familiares das vítimas da boate Kiss (242), alguns que morreram sem ver a condenação dos culpados, outros tantos que tentaram o suicídio por não aguentar tanta impunidade. "Os pais estão adoecendo e a impunidade só aumenta", disse Toffoli ao final do voto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário