sexta-feira, 13 de março de 2020

Natal entra em estado de emergência por causa das chuvas e prefeito anuncia série de medidas

O prefeito Álvaro Dias instalou o gabinete de crise e decretou estado de emergência no Município de Natal, em função das fortes chuvas que castigam a capital potiguar desde a última quarta-feira (11). Segundo a Defesa Civil da cidade, já choveu cerca de 170 mm no período, o que provocou o transbordamento de lagoas e desabrigou famílias na Zona Norte natalense. Ficou determinado ainda um local para abrigo e o gestor agendou uma reunião para a tarde desta sexta-feira (13), no Palácio Felipe Camarão, com os prefeitos da Grande Natal.

“Determinei que o Centro de Convivência Ivone Alves, que fica no bairro de Nova Natal, seja preparado para receber os desabrigados. Uma equipe da Semtas (Secretaria Municipal de Trabalho e da Assistência Social) estará acolhendo essas pessoas. Muitas delas vêm do bairro de Nossa Senhora da Apresentação, que foi muito atingido”, explicou o prefeito. A equipe da Semtas ainda está realizando um levantamento para saber o número real de desabrigados no local.

Preocupado com a situação em toda a Grande Natal, onde as chuvas foram sentidas com mais força, o prefeito Álvaro Dias convidou os prefeitos da região. “A intenção é que tomemos medidas em conjunto. São Gonçalo sofreu muito, inclusive com uma criança como vítima fatal, Macaíba teve problemas e de Parnamirim temos informações de muitos estragos. Vamos trabalhar juntos para resolver tudo”, propõe Álvaro Dias.

Em relação aos trabalhos de escoamento das águas das quatro lagoas que transbordaram (Cidade da Esperança, Preá, Santarém e São Conrado), a Defesa Civil e a Secretaria de Obras de Natal (Semov) estão realizando, de forma emergencial, a compra de seis bombas de drenagem, sendo quatro fixas e duas móveis. A expectativa é para que, em 72 horas, as fixas já estejam instaladas e bombeando as águas excedentes, diminuindo os alagamentos.

A Prefeitura de Natal recomenda a utilização do aplicativo Natal Digital para que as pessoas possam registrar, em tempo real, ocorrências sobre problemas no tráfego ou outros danos que tenham sido causados pela precipitação pluviométrica. O aplicativo pode ser baixado pelas plataformas Apple e Android. Também está disponível o serviço telefônico 190 para a mesma finalidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário