quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Médico é preso em Mossoró por suspeita de fraudar vestibular de medicina

Delegado Ricardo Fracasso
A Polícia Civil de Assis - SP prendeu 9 pessoas acusadas de participação em um esquema que fraudava concursos de medicina em várias regiões do país. 
Em Mossoró, RN, um médico de 27 anos foi preso enquanto atendia pacientes no Hospital da Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC), por suspeita de participação no esquema.
Em Campina Grande-PB, uma estudante de medicina de 23 anos também foi presa sob acusação de ter feito a prova no lugar de 15 pessoas. Ele colaborou com a polícia e será liberada.
As ações da Operação Asclépio foram simultâneas nas cidades de Rio de Janeiro, São Paulo, Ribeirão Preto, Campina Grande, Mossoró e Natal.
Na capital potiguar, um homem foi preso apontado pela polícia como chefe do grupo.
Segundo o delegado Ricardo Fracasso, os candidatos pagavam aproximadamente R$80 e as provas eram feitas por uma pessoa denominada de "piloto". 
As investigações começaram em 2017, a partir de informações repassadas pela Fundação Educacional de Assis - FEMA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário