Home

p/Kenzô Machida
CNNBrasil

SEM APOIO • Horas antes do pronunciamento no Palácio do Alvorada nessa terça-feira (1º), Jair Bolsonaro (PL) consultou militares do Exército sobre a possibilidade de judicializar o resultado das urnas com a justificativa de que o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) poderia ser considerado inelegível por conta das condenações na Lava Jato, que posteriormente foram anuladas.
No entanto, integrantes das Forças Armadas não deram apoio para que Bolsonaro seguisse nessa investida. Fontes ouvidas pela CNN disseram que uma das Forças chegou a dar o aval à sugestão do presidente, mas outra, além do Exército, não endossou a tentativa.

A CNN apurou que a leitura interna entre os militares é de que as eleições ocorreram dentro da lisura do processo eleitoral e que não houve fraude comprovada nas urnas eletrônicas. Porém, se houver um posicionamento sobre o assunto, deverá ser por meio do Ministério da Defesa.

Além disso, o Alto Comando do Exército Brasileiro está alinhado no posicionamento de aceitar o resultado das eleições presidenciais e descarta qualquer possibilidade de intervenção ou golpe. Os militares se preparam para a transição de governo e aguardam a divulgação do nome do novo ministro da Defesa.

Procurado, o Exército Brasileiro informou que não iria se manifestar sobre o tema. A CNN também entrou em contato com a assessoria de imprensa do Planalto a aguarda posicionamento. #CNNnasEleições #CNNBrasil #Exército #ForçasArmadas #Eleições2022

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner