quarta-feira, 17 de junho de 2020

9.867 servidores públicos do RN receberam auxílio emergencial indevidamente

Longas filas no pagamento do auxílio emergencial
O Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) e a Controladoria Geral da União identificaram, a partir de cruzamento de dados, que 9.867 servidores públicos do Rio Grande do Norte, municipais e estaduais, foram inscritos para o recebimento do auxílio emergencial destinado a pessoas em situação de vulnerabilidade. 
A concessão do auxílio para servidores públicos é presumidamente irregular. Foram pagos R$ 6,6 milhões de forma indevida.
O TCE e a CGU lançaram nota técnica com orientações para a devolução do benefício recebido indevidamente. 
O Estado e os municípios receberão uma recomendação, por parte dos órgãos, para que alertem os seus servidores acerca dos possíveis crimes cometidos ao inserir informações falsas para receber o auxílio emergencial. 
A devolução de valores recebidos indevidamente do Auxílio Emergencial pode ser feita por meio de acesso ao site:
devolucaoauxilioemergencial.cidadania.gov.br. 

Um comentário:

  1. É por isso que nosso país sempre viverá na miséria,pois o próprio povo que tem que dar maiores exemplos de retidão, são os primeiros a praticar a corrupção. MISERAVEIS.

    ResponderExcluir